Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Som dos Sentidos ♥

Tudo e mais alguma coisa. E gatos. E revolta.


01
Out16

Ele #1

Marie C.

Ele é maravilhoso. Maravilhoso e descontraido. Mãos com dedos esguios nos bolsos das calças e aquela t-shirt básica. A postura é da pessoa mais descontraida do mundo, mas por dentro reside um mundo. É como um prisma, uma luz básica de um lado e o arco-iris inteiro do outro. Quando sorri semi-cerra os olhos, ficando assim o ser mais adorável à face da Terra. Nada se compara àquele sorriso, que me enche de alegria e me prende mais vezes do que ele imagina. Não há palavras inteiras que o descrevam, só metades. Um "maravilhoso" não chega para descrever a pessoa que me transborda o coração de alegria. Não vou mentir e dizer que sempre me maravilhou as 24 horas por dia. Ele distrai-se muitas vezes, quando falo ele parece estar atento mas nos olhos dele e nos sinais corporais que eu aprendi a ler nele eu sei que não está. Às vezes é preciso entrar dentro das pessoas para perceber que alguns defeitos são qualidades valiosas. Eu acho que é o destino que me está a dar uma oportunidade para falar todas as histórias novamente como se fosse a primeira vez. Só assim se atinge a perfeita harmonia entre uma tagarela e um sonhador.Ele dá-me a certeza que todos os momentos de solidão e corações partidos que tive valeram a pena, só para acabar ao lado dele. Ele é tanto que não cabe numa palavra ou numa frase. Para o descrever numa palavra teria que partir milhões de palavrinhas para formar uma só para ele. 

Ele é tanto, que por causa dele aprendi que sou mais valiosa do que pensava.

22
Abr11

O destino saberá o que fazer.

Marie C.

 

 

A noite passada  telefonaste-me . Já era tarde.Embora eu pudesse ter atendido, não o fiz. Estava acordada obviamente, desde que me fui que não consigo dormir em condições a pensar no que se passou. O  medo apoderou-se de mim quando vi o teu nome, o medo de ouvir o que não queria, o medo de ouvir aquilo que sei que devia ouvir mas que não quero. Existem dias em que a saudade que sinto por ti é maior. Estranho é sentir que a saudade aperta em não te ver à uns míseros dias , e eu que sempre disse que não me apegaria a ninguém desta forma. O facto é que algumas decisões nos ajudam a crescer, mas esta talvez não seja a correcta. Talvez esta distância que prometemos manter durante este tempo ausente nos ajude a perceber muita coisa, mas é dolorosa. Passar todo este tempo a saber o que andarás a fazer. Se continuas a ser meu, se continuas a pensar em mim cada vez que vês que te deitas. Quem disse que amar é só rosas estava errado, concerteza. Nunca ele sofreu de amor como nós. Nunca ele soube o que é sentir aquele vazio de não ter a certeza de avançar. Devia ter atendido , devia ter-te dito que tenho imensas saudades tuas. Devia ter dito que sinto saudade do teu cheiro e das tardes deitados no jardim. Devia ter-te dito que nada disto teria acontecido se eu fosse uma pessoa segura de mim. Desculpa não te ter atendido , desculpa ser uma pessoa tão difícil. Desculpa, mesmo do fundo do coração.Anseio o momento em que tudo corra bem, e eu volte a ser quem era ao teu lado. Tudo podia ser fácil

Mas o destino não aceita desculpas.

17
Abr11

Acabou.

Marie C.

Tudo tem um fim. A vida ensina-nos que é esse o ciclo. A nossa história teve um fim, ou pelo menos um intervalo.Não vamos chorar, nem lamentar o que se está a passar. Nenhum de nós tem culpa de nada. O tempo passa, e com o  passar do tempo temos de algo mais para alimentar uma relação.Secalhar não temos algo mais para dar um ao outro ou não sabemos o que dar . Nem tudo é mau.Percisamos de um tempo para pensar no que andamos a fazer. Como tu disseste, isto não é um ponto final.Para mim são reticências.Podemos acabar isto com um abraço? À 2 semanas que não sinto o teu cheiro.

Sobre mim:



Uma nortenha ferranha e teimosa que acha que sabe escrever.
26 anos de gatinhos e cabelo fora do sítio.


Este blog pode conter vestigios de gatinhos, flores, ciência e ironia.

Um blog que fala de tudo,mas no fim não diz nada.

Deixa-me uma mensagem: